Como ter orgasmos na cama

Como ter orgasmos na cama

Hoje, vamos tratar o orgasmo como um dos assuntos para falarmos aqui. Por mais que uma mulher sinta e/ou se informe a respeito, sempre há dúvidas sobre como extrair o máximo do prazer em nossas relações.

Para isso, nada melhor que um profissional renomado da área para esclarecer conceitos que muitas vezes são tabu para nós.

O orgasmo feminino

O orgasmo é uma sensação de extremo prazer que varia de mulher para mulher. Sua intensidade e velocidade podem ser altas ou baixas, a depender da mulher.

Você já atingiu? Saiba que, talvez, você possa até já ter passado pelo fenômeno e nem ter se dado conta. Se você comenta com uma amiga o que sentiu, pode ser que ela faça você pensar o contrário. Você não chegou lá, porque a sensação é bastante pessoal.

“A intensidade pode ser maior ou menor, e vai depender muito do estímulo. Ele também pode durar mais ou menos”, esclarece a ginecologista Amélia Rocco.

Uma coisa é certeza: “Aa sensação que corresponde ao ápice do prazer sexual. Ele dura alguns segundos e provoca o aumento tanto da frequência cardíaca quanto respiratória, contrações involuntárias ao redor do ânus e da vagina causando uma sensação de extrema euforia e bem estar”, explica a ginecologista.De acordo com a especialista, é possível chegar ao ápice através da masturbação ou por meio da relação sexual, havendo ou não a penetração. Contudo, há quem diga que chegou ao ápice da relação sexual sem nem mesmo saber o caminho, pois existem muitas variáveis e estímulos diferentes para se atingir o orgasmo.

O ginecologista e terapeuta sexual Sandro Serzedenlo Neto mata essa dúvida: “Todas as estruturas constituídas de mucosa tem terminação nervosa: vagina, ânus, glande do pênis e boca. E todo lugar com estas terminações nervosas têm potencial para ser estimulado a um ponto em que provoque o sexo”, diz. “O clitóris centraliza mais, porque é o único órgão do corpo completamente voltado para proporcionar prazer”, complementa.

E não é só isso. Segundo Billis Ramirez, existem mulheres que conseguem ter múltiplos sexualidade sem ao menos tocar no parceiro, apenas com movimentos próprios. “Essas mulheres sentem prazer apenas com o estímulo da imaginação e fantasias sexuais. Esse é um tipo de orgasmo atípico”, comenta.

A imaginação, quando bem trabalhada, pode ser um poderoso aliado para se chegar ao feminino.

Nas mulheres, aponta Amélia Rocco, os pontos mais sensíveis estão localizados no clitóris, fortemente estimulados através da penetração vaginal; outra área bastante sensível são os mamilos, pois são considerados como uma zona erógena. “Entretanto, existem inúmeros outros fatores que podem levar a um prazeroso, como carícias no pescoço e penetração anal”, comenta.

Fato inusitado: sonhos, fantasia, beijos delicados e até um leve toque nos seios podem levar a ele.

Além disso, algumas posições sexuais também facilitam o tesão através da penetração peniana.

O nosso já conhecido Ponto G não é garantia de orgasmo, segunda Amélia Rocco. “O famoso Ponto G é uma expressão utilizada para identificar uma região anatômica localizada na parede da vagina da mulher. Essa região poderia ser considerada como uma zona erógena e que pode levar ao prazer”.

Por isso, ao invés de focar na busca pelo ponto G, Amélia Rocco diz que algumas posições sexuais facilitam a melhor sensação do mundo, independentemente de se encontrar o ponto G ou não.

“Uma determinada posição que estimula o clitóris com o atrito é sempre um bom caminho. As posições que a mulher tem mais o controle, como ser boa de cama com a posição mamãe e papai ou nos casos em que ocorre a penetração profunda, também contribuem para a libido rapidamente”, acrescenta.

É justamente nas preliminares, segundo ela, que grande parte das mulheres conseguem chegar ao ápice da relação. Isso porque o clitóris fica localizado numa parte mais externa da vagina e, por isso, quando o parceiro faz sexo oral ou a mulher se masturba é mais fácil chegar ao tesão do que durante uma penetração.

Mas o fator determinante para que se chegar ao orgasmo com pompoarismo é o quanto a mulher está relaxada para a relação. Quanto mais ela praticar o ato sexual, se desligar de todas as preocupações, permanecer focada naquele momento, mais facilidade terá para chegar ao libido.